Qual a equipe econômica do PMDB?

Tenho enorme curiosidade para saber qual é a equipe econômica do PMDB além do ex-ministro Delfim Netto. Os jornais falam da elaboração de um programa econômico e outro social, mas não se sabe ainda qual é o grupo de economistas que está elaborando esses programas.

Torço para que seja um grupo muito bom. Mas a verdade é que, até o momento, não se sabe quem são os ghostswriters das ideias econômicas do PMDB. Os jornais estão tentando descobrir algo que talvez, neste momento, nem mesmo o partido sabe.

 

7 pensamentos sobre “Qual a equipe econômica do PMDB?

  1. Será que não é melhor esperar para falar sobre a equipe econômica? Acho que pode tirar foco (e apoio) do mais importante: o impeachment.

  2. Nâo existe equipe economica do PMDB, que nem partido é. O Delfim não tem mais idade para entrar em Governo.

    A equipe do Temer é ele, o Moreira Franco, o Eliseu Padilha, o Wagner Rossi e agora, mais recentemente, o Eduardo Cunha. Para quem os conhece minimanente sabe que todos são paladinos da moralidade.

    Se conseguirem concretizar o intento, e assumirem o poder, terão que dividir o Butim, provavelmente até sobre para o PSDB, para o Fraga, para o Serra.

  3. Vale a pena especular sobre equipe econômica do PMDB? Após um eventual impeachment, os quadros do PMDB na linha de sucessão estão muito mais sujos do que os atuais do PT. Sem falar na contra ofensiva da esquerda, entre outras coisas, como o Ciro Gomes, que diz que, um dia depois do impeachment da Dilma, estará protocolando um pedido de impeachment do Temer pelas mesmas razões do atual. Num governo PMDB pós-impeachment, teríamos um país muito mais convulsionado, com muito menos espaço para racionalidade econômica e fiscal. Será um inferno até ser encontrada outra solução institucional.

  4. Delfim ?
    É sério isso ?
    O homem tem 89 anos… façam-me o favor !! Sem falar que é o criador de uma boa leva das trapalhadas econômicas que nos assombraram nos 70 e 80…é um dinossauro.
    Se for assim, o embaixador Meira Penna, reconhecidamente uma das mentes mais brilhantes do Brasil no século XX, tem de ir pro Ministério de Relaçôes Exteriores, apesar dos seus quase 100 anos.

Os comentários estão desativados.