FGTS: alerta, alerta!!

Usar o FGTS como garantia para crédito consignado é um verdadeiro absurdo. É um estimulo ao endividamento em uma conjuntura de aumento do desemprego e de queda real da renda do trabalhador. Uma medida que é boa para os bancos, mas não para os trabalhadores que são os donos dos recursos do FGTS. O sujeito tem que pagar juros e ficar inadimplente para sacar recursos que são seus.

Por sinal, estou olhando com muito cuidado para o FGTS e o que estou descobrindo não é nada bom. É um fundo de R$ 492 bilhões, cujo o lucro pode ir a zero ou próximo disso se o governo cumprir todas as suas promessas. Vamos torcer para que o governo não cumpra tudo aquilo que prometeu que faria com o FGTS.

7 pensamentos sobre “FGTS: alerta, alerta!!

  1. Mansueto,

    não é um ótimo negócio a pessoa pegar um consignado garantido pelo seu FGTS, que cobra juros bem mais baixos, aplicar num tesouro direto da vida, que paga muito mais, ficar inadimplente e deixar que o banco tome um naco do seu FGTS pra quitar o empréstimo?

    Ora, o trabalhador é obrigado a deixar seu dinheiro se desvalorizando no FGTS, que paga quase nada de juro. Só pode tirar naqueles casos específicos (compra de casa própria, aposentadoria). Então, não é melhor tirar o que puder via consignado e fazer uma aplicação mais rentável?

    Suponho que, ao ficar inadimplente junto ao banco, a pessoa vá parar no Serasa, mas isso só por um tempo, até o banco ir lá no FGTS e nhac! tirar o valor devido. Uma vez quitado o débito, via saque do banco no FGTS, a pessoa volta a ficar limpinha. Ou não?

    Obrigada,
    Ana Maria

    • Ana não dá para fazer isso porque a taxa de juros do consignado, apesar de ser inferior as taxas do crédito não consignado, é maior do que a taxa de juros do Tesouro Direto.

  2. Perdão, querido, mas a pessoa só vai pagar os juros do consignado pelo período em que parcelou o pagamento do empréstimo. Digamos que fez em 3 ou 4 meses. Durante esse tempo, ela vai pagar mais juro pelo consignado do que receberá num Tesouro Direto. Findo esse prazo, porém, e com o banco tirando o naco do FGTS para quitá-lo, a pessoa não paga mais nada ao banco e conseguiu sacar um pouco do seu Fundo pra aplicar onde rende muito mais do que o FGTS.

    Em resumo: paga mais ao banco por um tempo determinado e, passado esse período, passa a ganhar mais por prazo indeterminado. Ou até morrer…

    Não brigue comigo por insistir… rsrs É que fico sempre buscando meios legais de tomar do governo um pouco do que o governo me toma.
    abs,
    ana maria

  3. Seus comentarios hj estão, particularmente, sensacionais! Qta clareza em tao poucas palavras! Admiraçao enorme pelo seu trabalho!

Os comentários estão desativados.