Debate: Programa Painel

Neste sábado (30 de janeiro de 2016) às 23:00 hs horário de Brasília com reprise as 11:00 da manhã no domingo, Eu, Marcos Lisboa (INSPER) e Luiz Carlos Mendonça de Barros estaremos juntos com o jornalista William Waack no Programa Painel da GloboNews com transmissão pela rádio CBN.

Se voce não é assinante de TV a cabo pode nos escutar pela CBN e depois o programa fica disponível para download pelos aplicativos da CBN. Esse é o programa de entrevista mais longo da GloboNews, mas para quem participa fica a impressão que poderíamos passar mais duas horas debatendo.

Espero que gostem do programa. Eu sou fã de carteirinha do apresentador e do programa e procuro assisti-lo todos os sábados ou na reprise de domingo.

4364210_x720

17 pensamentos sobre “Debate: Programa Painel

  1. parabéns a todos os presentes, como sempre este programa do GLOBONEWS é, imperdível. vou rever hoje as 11:00 hrs

  2. Mansueto, assisto sempre o Painel Globonews
    Infelizmente a população não faz a menor ideia do passivo permanentemente criado, que lhe vai ser (está sendo) cobrado mais adiante.
    Quanto à previdência, creio que a “perda” alegada pelos sindicatos com uma eventual reforma, deveria ser dito que a manutenção dos direitos atuais recairá sobre a população ou seja, estaremos financiando as vantagens de alguns em prejuízo de todos.

  3. Muito bom e educativo este painel.
    1. O Luiz Carlos Mendonça de Barros falou que o estado é pequeno? Sério? Eu entendi o comentário que “a economia é movida pelo setor privado”, mas ainda assim do modo que ele falou sugere que a crise é culpa dos empresários que não querem “gastar mais”. O pessimismo não vem por indisposição dos empresário, mas por causa de um governo que está sugando recursos públicos e não tendo retorno algum em produtividade para as empresas.

    O setor privado está respondendo às intervenções do governo, está longe de ser uma “economia de mercado” como sugerido por ele.

  4. No final foi dito que o ciclo de commodities foi o que possibilitou o “PT chegar onde está”.

    Esta informação é fundamentalmente errada, apesar de parecer verdadeira. Se você observar bem os gráficos (em especial esse: http://www.mises.org.br/images/articles/2015/Setembro/Brasil/DXY.jpg) o crescimento da economia está ligado mais diretamente à variação do dólar do que às commodities;

    Principalmente no caso do Brasil que, na época, exporta apenas 12% do PIB, logo essa valorização das commodities não afetariam tanto o restulado (fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/07/1661171-so-5-paises-exportam-menos-que-o-brasil-em-proporcao-do-pib.shtml)

  5. Caro Mansueto,

    Não perco a oportunidade de vê-lo em quaisquer programas onde esteja, parabéns pela clareza de sempre. Sei que aqui não é o local adequado, mas, como não sou economista, gostaria saber se poderia indicar alguns manuais de história econômica brasileira contemporânea para leitura. Obrigado

  6. Parabéns por sua análise política da economia. Nesses programas, só aparecem economistas que parecem acreditar que a economia está dissociada da política. Que basta tomar as medidas corretas sem analisar os impactos políticos.
    Sua frase no final: “A oposição estava inclinada a aprovar o ajuste fiscal para tirar as medidas impopulares do próximo governo e que o ajuste foi bombardeado pelo próprio PT” mostra o quão sincero você é em suas colocações. Isso é impensável em nossa política/imprensa atual.
    O Eduardo Gianetti, ao expor com sinceridade os planos econômicos da candidatura Marina em 2014 a derrubou. Sem este debate aberto, não há alternativa. Ao fugir do debate, não há cacife político pós-eleições para tomar as medidas. Será outro estelionato eleitoral. Parabéns!!!

  7. Assisti ao programa alias como sempre faço,para mim é disparado o melhor programa da TV brasileira.
    As considerações que posso fazer é que os três são dignos de elogios e em especial o Mansueto pela forma didática com que nos explicou o “imbroglio”das contas públicas.

Os comentários estão desativados.