O Simples doméstico e a teimosia da Receita Federal

Nos últimos dias muitas pessoas estão tentando sem sucesso se cadastrar e emitir a guia de pagamento  do Simples Doméstico. A Receita Federal se negava a reconhecer os problemas do sistema e chegou a afirmar que não pretendia adiar o prazo de inscrição no Simples Doméstico (clique aqui).

Depois de muita reclamação, a Receita Federal agora cogita, depois de uma avaliação técnica (clique aqui), prorrogar o prazo de inscrição no Simples Doméstico. Finalmente, parece que o bom senso voltou à Receita Federal. O que surpreende nesse caso não são os problemas técnicos que sempre podem acontecer – ocorreu o mesmo nos EUA com cadastramento no seguro saúde aprovado pelo governo Obama.

O que surpreende aqui é a teimosia e até mesmo arrogância da Receita Federal e do governo de achar que os outros não querem cumprir a Lei. Não sei o que está acontecendo na Receita Federal, mas a instituição deve um pedido de desculpas. Erros acontecem. O que não é normal é uma instituição demorar a reconhecer os seus erros e causar problemas desnecessários para quem quer cumprir a Lei. A propósito, o jornalista Elio Gaspari fez hoje uma bela coluna sobre esse assunto (clique aqui).

9 pensamentos sobre “O Simples doméstico e a teimosia da Receita Federal

  1. Além da teimosia e da arrogância da Receita Federal, o sistema do Simples Doméstico foi desenvolvido nada mais nada menos, pelo SERPRO, Logo, só podia dar no que deu.

    • O Serpro tem muita gente boa, é fácil críticar sem saber. Na verdade, l que corre em boca miúda é que oa técnicos do Serpro notificaram a receita que o sistema não ia suportar antes mesmo da abertura.

  2. Temos que ter um pouco de paciência. O SERPRO conta somente com cerca de 10.000 funcionários especializados e alguns milhões de orçamento para desenvolver este sistema. Fora que, foram avisados da necessidade com apenas 18 meses de antecedência…

  3. Absolutamente e lamentavelmente típico dessa burrocracia de poder público incompetente! O Congresso aprovou a famosa ‘lei das domesticas’ há muitos meses, depois levaram um tempo enorme para regulamentar a coisa, e depois ainda se deram um prazo de 120 dias para entrar em vigor. E em vez de usarem todo esse tempo para preparar e testar o sistema, o que fizeram? Deixaram para a última hora, e teimosamente continuavam a ameaçar com multa aos pobres cidadãos quando tudo já indicava que um adiamento será quase inevitável… E ainda tem a coragem de chamar o sistema de “SIMPLES”, quando é tudo menos isso – tenho certeza de que muitos farão erros e vão precisar de ajuda para cumprir com o ritual.

  4. Paciência!!! Isso é um absurdo! O governo e a Receita Federal é que devem ter paciência! Criam um sistema burocrático e o batizam como”Simples”. E ainda estabelecem data limite, ameaçando cobrar mais impostos caso não cumpramos o prazo. Detalhe, sem nos dar o suporte necessário. Esse “simples” está mais é para “complicado”. É a cara da gestão do Brasil!

  5. Novidade – diferentemente de todas as contas que pagamos, esta tem que ser antecipada quando o vencimento não for em dia útil.

  6. Eles fazem isso de propósito para aumentar a arrecadação com multas. É a mesma história toda vez.

    E quanto as domésticas em si, só existe uma solução segura: demitir. Tenham uma faxineira 2 vezes por semana que você estará melhor servido e com pouco risco.

  7. Infelizmente isso só foi criado para aumentar a burocracia no nosso país, empresários ao invés de se preocuparem em vender, tem que agora até perderem o fim de semana preenchendo papelada. E se enganam as domésticas achando que isso facilitará a vida delas. Coisas que só acontecem no brasil mesmo.

Os comentários estão desativados.