TCU: o que aconteceu?

Daqui a pouco começa uma audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) sobre as pedaladas fiscais. O problema é que, de forma inesperada, o TCU foi convidado e não mandou ninguém e, além disso, o seu presidente, Aroldo Cedraz, mandou uma carta para a CAE alegando que gostaria de receber as respostas do governo antes de ir ao Senado.

A posição da presidência do TCU irritou os senadores da CAE, tanto dos partidos do governo quanto da oposição que lembraram que o “TCU” é um órgão auxiliar do Congresso Nacional. Segundo os senadores, não cabe ao presidente do TCU dizer quando quer ou não ir ao Congresso.

Resultado, o que era um convite passou para uma convocação e o presidente do TCU conseguiu irritar tanto senadores da base do governo quanto da oposição. Tudo isso muito esquisito. Em resumo, teremos agora uma audiência publica com dois ministros de estados, Luis Adams e Nelson Barbosa, sem o contraditório. E em outra ocasião deverá ocorrer um outra audiência sem representantes do governo.

O fato ruim é que a carta da presidencia do TCU à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) irritou muito os senadores presentes na CAE. Um episódio que poderia ter sido evitado.

2 pensamentos sobre “TCU: o que aconteceu?

  1. A Barbie fez uma intervenção na CAE que deixou senadores das mais diversas colorações partidárias incrédulos. Disse que a economia não estava tão ruim, pois o mercado de beleza tem apresentado um bom desempenho.
    Como pode ter chegado a condição de ministra?
    Foi tão surreal o que ela disse que não consigo comentar.

Os comentários estão desativados.