Review: Um capitalismo para o povo – Luigi Zingales

Nesta semana esteve no Brasil o economista Luigi Zingales da Universiade de Chicago para laçar a versão em português do seu livro “A capitalism for the people”. Este livro foi lançado originalmente em 2012 e vale a pena a sua leitura, pois o livro faz várias boas provocações.

Quando digo que uma leitura vale a pena não significa que você tem que concordar com tudo ou parte do que você lê. Esse é o tipo de livro que tem muito a ensinar para economistas da direita e da esquerda.

O autor deu uma longa entrevista ao jornal Valor Econômico (para assinantes) na edição da última sexta-feira. Vou fazer aqui algo que não costumo fazer: disponibilizar o meu próprio resumo do livro. Quem tiver interesse em ler o meu resumo (em português) da versão em inglês do livro com algumas poucas considerações críticas pode ler aqui (segue texto de cinco páginas que escrevi em 2012). Mas comprem o livro.

Captura de Tela 2015-06-20 às 14.55.39

5 pensamentos sobre “Review: Um capitalismo para o povo – Luigi Zingales

  1. Li uma entrevista dele esses dias no jornal.Sinceramente falando, foi bem interessante!
    Ele criticou a postura do governo americano em não promover o pleno desenvolvimento da iniciativa privada nos EUA, fazendo com que aparecessem vários oligopólios – e até mesmo monopólios – em diversos setores da economia. O combate aos trustes, feito pelos EUA, projetou a economia para frente. Porém, nos últimos anos, Zingales afirma que os EUA estão se parecendo muito com países da América Latina, justamente pela intervenção estatal em demasia.
    Pena que livros como esse não fazem sucesso no Brasil.Pena mesmo!
    Quando achar vou comprar.

  2. Obrigado pelo resumo.
    Gostei dessa: “o denunciante poderia ganhar
    como prêmio um percentual da multa imposta pelo poder público”
    Seria útil no Brasil.

  3. O capitalismo SEMPRE foi bom para os pobres. Só o capitalismo cria riqueza. Um pobre hoje vive muito melhor que um rico do período pré revolução industrial. Os monopolios e oligopólios surgem quando governos impedem via regulação excessiva o florescimento de empresas pequenas em condições de concorrência e de crescimento. O Brasil é exemplo disso. A concentração de mercado está enorme por ação do estado lulopetista.

  4. Interessante ….mmmm,,,,,devo comprar sim o livro,,,,O “crony capitalism” dos EUA nas ultimas decadas é escandalosamente demonstrado na privatização dos lucros e socialização dos prejuizos conforme visto na ” solução” das ultimas crises financeiras…..valeu a indicação Mansuetto.

Os comentários estão desativados.