GloboNews Painel

Para aqueles que se interessam pelo debate de contas públicas e a controvérsia sobre as pedaladas fiscais, não percam neste sábado ás 23 hs pela GloboNews e CBN o programa painel comandado pelo jornalista William Waack, com convidados o Ministro Augusto Nardes do TCU, relator das contas do governo federal de 2014, o economista Paulo Rabelo de Castro e este que vos escreve.

   
     

26 pensamentos sobre “GloboNews Painel

    • Absurdo. O camarada vai fazer propaganda do voto dele na tv. É por essas e outras que o programa e o tribunal perdem credibilidade. Não precisava disso.

      • Acho que você tem uma ideia equivocada. Ele sabe o que pode e o que nao pode falar e só falou da parte que é pública que está nos jornais. Tudo que ele falou é público. Precisamos acabar com essa ideia infantil que quando alguém critica o governo quer impeachment . Isso é ruim para o debate. Agora só alguém pode acreditar que os truques fiscais foram coisas pequenas. Não foram e nao eram necessários. Governos têm o direito de gastar e reduzir primário sem a necessidade de esconder a conta, por mais tentador que seja e todos os governos tenham uma enorme tentação de fazer isso.

  1. Há base para o sr Arno Augustin (TN) chamar para si a responsabilidade jurídica da Presidente da República quanto às traquinagens ciclísticas-eleitorais nas contas públicas para tentar blindá-la de um possível pedido de Impeachment?

  2. Caro Mansueto,
    Muito obrigado em nome do brasileiros por este blog. Sou economista, fui colega de mestrado e doutorado na FEA-USP do Samuel Pessoa e Alex Schwartsman. Admiro e gosto do seu estilo de escrever. O conteudo é ímpar!!

  3. Mansueto,
    Excelente, não vou perder. Gosto de acompanhar o Painel e o seu blog pela clareza e o bom senso das análises. Parabéns e obrigado por nos dar a oportunidade de acompanharmos de perto este tema que é fundamental para nós cidadãos.

  4. Sei que ja foi gravado. O Adolfo Sachsida disse que nao e’ o papel do TCU dar os 30 dias para ampla defesa. Mansueto, voce sabe algo sobre isto?

  5. Obrigada Mansueto pelo aviso e obrigada tb pelas suas análises sempre muito pertinentes e esclarecedoras.Não sou economista , mas a sua forma de expor os temas propicia aos não economistas entender a grave
    situação atual.

    • Fico MUITO feliz com isso. Quando criei o blog meu objetivo era justamente colocar não economistas no debate econômico

  6. Muito bacana o programa e especialmente a sua participação , não obstante os sucessivos cortes de raciocínio impostos geralmente sobre quem mais tem a dizer, como foi seguramente o seu caso. Parabéns!

  7. Você foi muito bem, parabéns!
    O Paulo foi muito deselegante te interrompendo toda hora.
    Gostei do Ministro ele só pecou pelo excesso de “discurso”.

    [Gostei do Paulo também, apenas foi chato suas intomissões]

  8. infelizmente a maioria da população não tem acesso à informações sobre a situação da economia brasileira e que estamos longe de cumprir essa tal meta fiscal , sou uma simples dona de casa , mas pude entender cada palavra que foi dita nesta entrevista ,queria muito que o povo brasileiro tivesse consciência do que está acontecendo agora neste país e que verdadeiramente ouve-se mudança para que nossos filhos tenham alguma chance de viver com dignidade nesse nosso país.

  9. Da próxima vez tem que amarrar o cara da SR Ratings, Mansueto. Te cortou umas 20 vezes, kkkkkkkkkk.
    Muito legal o programa, incrível como vc guarda tanto número grande.

    Mas fiquei com uma dúvida: o número de 60-80 bi de passivo a pagar é um número oficial do governo, reconhecido? Ou está no meio das maquiagens fiscais que estão sendo revistas pelo TCU?

    • O governo deve aos bancos públicos – pode-se pegar os números pelo balanço- algo como R$ 50 bi. A conta deve aumentar este ano mais uns R$ 10 bi e crescer ainda nos próximos anos. Não é certo qual será o cronograma de pagamento, mas o governo, sem fazer muito alarde, já começou a pagar em abril e junho. Não se sabe ainda se o governo terá que pagar isso em 2, 4 ou 8 anos. Isso é MUITO relevante para ajuste fiscal. Se tiver que pagar em 4 anos, é uma despesa primária extra por ano de pelo menos R$ 15 bi; o que anula pelos próximos quatro anos todo o efeito das MPs de mudanças no seg desemprego, pensões e abono salarial.

  10. Mansueto,

    É reconfortante ver pessoas do teu calibre se dedicarem a trazer clareza ao debate das contas e “politicas” publicas.

Os comentários estão desativados.