A baixa produtividade do trabalhador brasileiro

Hoje o Jornal O Globo traz interessante matéria sobre a baixa produtividade do trabalhador brasileiro que, segundo a matéria, só seria superior a dos bolivianos (clique aqui). Como essa não é minha área, resolvo perguntar a amigos que estudam o assunto: Pedro Cavalcanti Ferreira da FGV-RJ e Roberto Ellery da UNB.

Os dois confirmaram que a produtividade do nosso trabalhador é de fato muito baixa. Pedro Cavalcanti (FGV-RJ) escreveu que:

“Dei uma olhada rápida na PWT 8.0 por que achava que poderia haver um problema entre números em PPP (que é o que queremos para comparações internacionais) e números em dólar (que poderiam estar sendo utilizados no trabalho citado). Não melhora muito. Isto é, na PWT 8.0, o Brasil é o terceiro pior, na frente da Bolívia e Paraguai. A produtividade é metade da produtividade argentina e chilena (mais ou menos) no ano de 2011. Continuei achando estranho e dei uma olhada rápida em um arquivo que tinha da PWT 6.3. Neste caso muda um pouco (o que é uma característica irritante das PWT: em cada revisão os dados mudam bastante) e somos o quinto melhor, e não o nono, como na PWT 8.0. De qualquer forma, nossa produtividade ainda é cerca de metade da argentina e chile.”

Roberto Ellery no seu blog fez várias comparações interessantes para ver se métodos alternativos poderiam levar o Brasil a uma posição melhor – clique aqui para ver o post do Roberto Ellery, uma dos acadêmicos mais respeitados no Brasil nesse tema. A conclusão ainda é a mesma: infelizmente, a produtividade do nosso trabalhador é baixa. A propósito, isso não muda no curto prazo, como lembra Régis Bonelli (IBRE-FGV) na matéria do O Globo.

 

5 pensamentos sobre “A baixa produtividade do trabalhador brasileiro

    • Mas os cálculos não sã meus. A matéria do globo cita os números e no Blog do Roberto Ellery tem os números que ele levantou. mas produtividade não tem a ver com ser ou não ser vagabundo. Um trabalhador que trabalha apenas por 2 horas pode produzir mais que outro que trabalha por seis horas. Isso não tem absolutamente nada a ver com ser preguiçoso. O trabalhador brasileiro trabalha muito, mas sabemos que a baixa qualidade de nossa educação, gestão das empresas, etc, podem ser fatores para explicar a baixa produtividade.

    • Helio, você vestiu a carapuça de forma errônea. O Brasileiro se esforça muito pra produzir muito pouco, por falta de conhecimento, organização, técnicas, gerencia etc.

  1. Pingback: Na América Latina, trabalhador brasileiro só produz mais que o boliviano - Portal Empresas e Negócios

Os comentários estão desativados.