Intelectuais?

Hoje li um artigo absolutamente fascinante escrito Ferreira Gullar na Folha de São Paulo – clique aqui para ler Quem pariu Mateus….,

O artigo mostra de forma brilhante a herança maldita da presidente Dilma e a dificuldade de o governo reconhecer os problemas que criou. Sim, Ferreira Gullar é um intelectual.

Mas nesta mesma semana há um grupo de ” intelectuais” que enxerga nas denúncias da Petrobras uma tentativa da elite brasileira de enfraquecer e vender a empresa – clique aqui.

A lista dos “intelectuais” é formada sempre pelo mesmo grupo que fala grosso em público contra as potências dominantes, choram no privado quando sabem dos desmandos do partido que muitos deles se identificam, o PT, e acham que o STF fez um julgamento político no caso do mensalão. O que me espanta é que vários desses “intelectuais” são professores universitários.

O mais interessante é ver um grupo de “esquerda” defendendo empreiteiras. O mesmo grupo de “esquerda” que no passado criticava as mesmas empreiteiras. O que mudou? Preciso dizer?

7 pensamentos sobre “Intelectuais?

  1. Conceição Tavares é aquela que incentivou a política de Substituição de Importações que gerou a década perdida de 1980?
    .Marilena Chaui é a que vocifera em microfones que odeia a classe média?
    .Stedile é o que promove guerra de facões e foices no campo?
    .Leonardo Boff é o que assinou um manifesto em dezembro/14 dizendo que o governo Dilma era o que mais se aproximava a um “reino de Deus na Terra”?
    Se sim – então um texto que estes assina somente da ainda mais razões para investigar a Petrobras e todos os outros aparelhos de estado.
    Idiotas querendo controlar um país dizendo idiotices.

  2. Caro Mansueto,

    Desculpa o desabafo, mas país que tem essas criaturas como intelectuais não terá futuro brilhante. Em qualquer país sério, eles seriam ridicularizados e relegados ao ostracismo.

    ehehe adoro esse vídeo da Conceição Tavares da época do Plano Cruzado. Esse pessoal só erra, sempre está do lado errado da história mas ainda assim arrota arrogância.

  3. Talvez o Dicionário Crítico de Sociologia, Conhecimento, ´pag. 92/93, possa esclarecer: … “A existência de interesses ligados à posição social serve de suporte à teoria de Feuer segundo a qual o progresso científico passa frequentemente pelo conflito de gerações: de fato os CUSTOS de entrada e de saída envolvidos na passagem de uma teoria a outra tendem a ser, por razões estruturais, menos importantes para um jovem pesquisador do que para uma pesquisador “reconhecido”. Os custos são mínimos quando o pesquisador é ao mesmo tempo jovem e marginal em relação às instituições existentes, como foi o caso de Einstein – em que se baseia a análise de Feuer – no momento em que desenvolveu a teoria da relatividade.” Resumindo, a mudança impõe a perda de status.

  4. Intelectuais!? Parecem mais um bando de malucos afetados por autismo esquerdopata e fugitivos de um hospício socialista. Eles só sabem enxergar o mundo por meio da luta de classes e da mais-valia. Em sua dialética podre, dividem o mundo entre os bons, eles próprios, movidos pelo que é justo, ético e bom, mesmo que para tornar seus “sonhos” realidade tenham que roubar, ou mesmo matar como fazem seus amigos bolivarianos, castristas e afins; e os maus que, obviamente, são todos os outros que não compactuam com suas visões distorcidas de “justiça”. Detalhe, não me lembro dessa turma e do dublê de jornalista indicado no link indicado no post, protestarem quando do vazamento seletivo nas investigações do cartel do metrô de São Paulo no CADE, com direito a ministro de estado servindo de beleguim de denúncias apócrifas vazadas para a imprensa. Essa gente cínica e hipócrita não vale o que o gato enterra.

  5. Os intelectuais brasileiros, na sua grande maioria, estão cegos, mudos, enfim, inertes. Alguns estão sendo beneficiados pelo governo, outros, como não têm coerência ficam insensíveis para os acontecimentos. Qual a utilidade desses “intelectuais” para o país ? Gozam de conceito e respeito junto a população honesta e trabalhadora ? Publicaram recentemente uma lista de intelectuais apoiando o governo, 48 assinaram. Num país com mais de 200 milhões de habitantes, míseros 48 “intelectuais” estão dando apoio ao partido que é responsável pela maior corrupção da história da humanidade. Grandes “intelectuais”.

  6. Observando a coletânea da maioria absoluta dos comentários a este post é que me dá um fio de esperança em ver este país livre do populismo. Sim, há gente que não acredita nas bravatas e negociatas do PT!

Os comentários estão desativados.