Dados da arrecadação de janeiro: controle o seu entusiasmo

Os dados que mostro abaixo ainda não são definitivos. A tabela mostra os principais itens da receita que correspondem a quase 80% da arrecadação do governo federal. O que mostram os dados de janeiro deste ano?  Para esse grupo dos principais itens de arrecadação, a receita no ano passado em janeiro havia crescido R$ 5,7 bilhões (5,6%) e, em janeiro de 2015, o crescimento nominal foi de apenas R$ 1,4 bilhões ou 1,3%; 0 que significa queda real perto de 6% frente a janeiro de 2014.

Se pegarmos todos os demais itens da receita, o crescimento nominal de janeiro de 2015 ante janeiro de 2014 foi “zero” por esses dados preliminares do SIAFI. Ou seja, vem desastre pela frente do lado da arrecadação. Olhem a forte queda de IRPJ (primeira linha da tabela) que este ano caiu em janeiro R$ 2 bilhões! É claro que o governo vai fazer de tudo para compensar queda de arrecadação com aumento da carga tributária, ou em uma linguagem mais bonita, recomposição de alíquotas ou reversão da política anticíclica. Mas isso em linguagem do cotidiano é aumento de carga tributária.

Arrecadação da União – R$ milhões correntes – Janeiro de 2013, 2014 e 2015.

UntitledFonte: SIAFI.

 

5 pensamentos sobre “Dados da arrecadação de janeiro: controle o seu entusiasmo

  1. em linguagem ainda mais cotidiana, o governo entra com tudo na fase cachimbo: quando parar de empurrar fumo é porque vai tacar fogo.

  2. Mansueto,

    “É claro que o governo vai fazer de tudo para compensar queda de arrecadação com aumento da carga tributária, ou em uma linguagem mais bonita, recomposição de alíquotas ou reversão da política anticíclica.”

    E a Curva de Laffer, aonde fica nesta questão? rs

  3. A Curva de Laffer foi um belíssimo instrumento de manipulação das massas para redução de impostos… A verdade é que preciso uma sofisticada tecnologia de manipulação de dados para fazer com que a curva de laffer se mostre um instrumento utilizável.

  4. O engraçado nessa tabela é que as receitas de impostos atrelados à remessa ao exterior aumentaram em 20%. Ou seja, há pessoas que estão levando a ferro e fogo a ideia de pular o navio.

Os comentários estão desativados.