Fiscal 2014: analisando

Amigos me perguntam porque não falei ainda do resultado divulgado hoje. Porque estou olhando os números e tem muita coisa interessante. O que vou tentar fazer amanhã é em dois ou três posts explicar o que aconteceu com mais detalhes do que o que foi divulgado. Vamos ver se consigo fazer isso e se vou ter tempo.

4 pensamentos sobre “Fiscal 2014: analisando

  1. Tia Dilma disse que os ajustes não promoverão (palavra chique para o nível cultural dela!) recessão nem retrocesso
    kkkkkkkkkkkkkk! Nessas horas eu queria um fardo gigante de Fandangos só pra mim KKKKKKKKKK!

  2. A Moody’s acabou de publicar relatório afirmando que a Petrobras continuará a receber auxílio do governo via Tesouro e bancos públicos. Engraçado! A cada dia que passa o imenso ajuste que precisa ser feito acaba ficando menor e o rombo passa a ser cada vez maior.
    Não esquecendo que o Tesouro deverá capitalizar o BNDES, BB, CEF ……
    Eu darei um chute: O Brasil terá crescimento negativo – 2% em 2015 e em 2016 algo como 0,5%.

Os comentários estão desativados.