Feliz 2015 e os números do blog

Depois de um mês de dezembro bastante tímido, pois fiquei preso a uma agenda intensiva de viagens, finalmente estou de volta a Brasília na minha casa, o que significa voltar a escrever com mais frequência com moderação.

A palavra “moderação” faz referencia a minha nova atividade como consultor. Tenho que alimentar o blog com analises interessantes para continuar conquistando novos leitores que me ajudam na compreensão dos temas que abordo. No entanto, o blog não pode exaurir minhas análises mais detalhadas para aqueles que me pagam, pois agora vivo de consultoria.

Há outros planos também para o blog. Recebi um convite para hospedar meu blog na página de um jornal de grande circulação e fazer analises semanais ou duas vezes por mês (ficaria a meu critério) para serem publicadas no jornal impresso. Não seria uma coluna, mas análises de temas econômicos para os leitores do jornal. Ainda estou estudando o convite, mas fiquei feliz e foi um estímulo para continuar e aprimorar o blog.

O blog continua aqui neste mesmo endereço ou em um novo endereço depois que pensar sobre o convite que recebi. A única coisa que tenho certeza é que preciso melhorar o blog e ser muito mais ativo.

No ano passado, mais uma vez, a taxa de crescimento de acessos em relação ao ano anterior superou 100%, como havia acontecido em 2013. Isso me deixou feliz porque quebrou a marca de um milhão de acessos acumulados desde o inicio do blog.

Em 2014, o total de acessos ao blog foi de 654.072, o que dá uma média mensal de 54.506 acessos ou de 1.817 acessos por dia. Nada excepcional, mas um número muito bom dado os temas áridos que trato por aqui. Vamos ver se consigo manter os leitores do blog interessados.

Número de acessos ao Blog Mansueto Almeida – 2009-2014

acessos ao blog 

No mais, desejo a todos, um Feliz 2015 e que todos possamos de maneiras diferentes por meio do nosso trabalho e crescimento individual contribuir para o bem estar da sociedade e para o crescimento do nosso país. Este ano de 2015 será bem interessante e já começa com a surpreendente nomeação de uma nova equipe econômica que é a antítese daquela do primeiro governo Dilma.

No que isso vai dar ainda não se sabe, porque, por enquanto, estamos vendo uma agenda de governo que é muito diferente daquela que o PT e a presidente Dilma prometeram ao longo da campanha como corretamente tem apontado o cientista politico André Singer, que foi o porta voz do primeiro governo Lula.

Alguns dos meus amigos mais próximos apontam que já houve uma inflexão na política econômica em virtude do pragmatismo político. Eu não concordo muito com essas avaliação porque ela pressupõe atores políticos racionais que tomam decisões sempre baseadas em evidências empírica. Nem sempre a interpretação da evidência empírica é consensual e ainda é incerto a magnitude do ajuste, ou melhor, a coalização política para aprovar o ajuste proposto para este ano e para os próximos.

Grande abraço a todos e feliz 2015, Mansueto.

 

 

19 pensamentos sobre “Feliz 2015 e os números do blog

  1. Prezado Mansueto,

    Parabens. Teu blog é muito bom e tuas analises ótimas. Aprecio tua determinação em contribuir e melhorar a qualidade do debate da gestão publica. Tremendo exemplo.

    Feliz 2015 !

    François

  2. Parabéns pelo crescimento merecido do blog!
    Que tenhamos melhores notícias em 2015. Apesar da nomeação de uma equipe econômica mais séria e qualificada, o recuo do ministro Barbosa em relação a uma nova política de valorização do salário mínimo apenas 1 dia após sua posse parece-me um sinal muito, muito ruim e nebuloso sobre a continuidade da interferência de Dilma nas discussões econômicas e sua dificuldade em encarar os problemas. Parece que o assunto já estava fechado para o segundo semestre, mas “irritada” com a antecipação da medida, decidiu abrir mão. Bastou um dia para o primeiro atrito com a nova equipe?

  3. Parabéns, Mansueto, e um ótimo ano para você. Os jornalões são sempre interessantes, para dizer o mínimo.

    O ano começa péssimo na minha área de atuação principal, que é produzir leite. O preço pago pelos laticínios regrediu terrivelmente e hoje, grosso modo falando, estamos recebendo os mesmos preços das “águas” de 2012, ou seja, os preços mais baixos daquele ano.
    Bom, imagine o sofrimento com a receita voltando três anos e as despesas mudando semana a semana de patamar.
    No meu caso, cliente da Elektro, a eletricidade aumentou 36,8% em pleno setembro! E agora vem a bandeira vermelha, fora outro provável ajuste.

    Muito complicado…

  4. Boas novas, Mansueto.

    Parabéns.

    “Para que o SM real continue crescendo de modo sustentável, é preciso que ele cresça mais moderadamente” (Nelson Barbosa. Conclusões. Seminário IBRE, maio de 2014)

    Isto é: para Barbosa a atual regra deveria ser abandonada por uma outra que confira ao SM reajustes menores que os atuais.

    Aí vem a Dilma e manda o cara se contradizer e ele obedece bovinamente, confirmando que para muitos não era novidade: não há autonomia para os novos ministros do Planejamento e Fazenda. A última palavra é e será sempre da Rainha de Copas.

    O desmentido de Barbosa confirma o que Gilberto Carvalho afirmou ao ESP em 28/11/2014 sobre a autonomia de Levy na Fazenda:

    “Ministro não tem autonomia para fazer uma política própria, ele faz uma política dirigida pela presidenta, discutida com a presidenta e, ao fim, resolvida pela presidenta.”

  5. Caro Mansueto, gostei das novidades, sou sua seguidora e compartilho com amigos grande parte do que vc publica. Gosto principalmente da clareza dos seus textos que, numa linguagem acessível aos não iniciados em economia, conseguem esclarecer equações/decisões econômicas muitas vezes complexas.
    Mas você vai se afastar do Ipea?

  6. Caro Mansueto, parabéns pelo seu blog. Desejo a vc e família um 2015 maravilhoso, com muita saúde, paz no coração e muitas realizações pessoais e profissionais. Um grande abraço.

  7. Parabéns e bom trabalho na nova empreitada. Futuramente já poderia pensar em lançar um livro que descomplica o aprendizado e análise das contas públicas nacionais cheio de exemplos deste blog. Andaria todos os dias com ele debaixo do braço.

  8. Mansueto

    Li que R$ 36 bilhões é a herança de restos a pagar deixada para o Levy. Se bem entendi, ao esforço de superávit de R$ 66 bilhões para 2015 Levy terá de somar os R$ 36 bilhões.

    Pois bem, a soma desses valores representa um esforço de R$ 100 bilhões em 2015, o que foi peremptoriamente negado por Dilma:

    “Fui apresentada a esse número pela imprensa. Esse número não foi discutido com a presidenta. Ninguém fez essa conta, R$ 100 bi é um chute.”

    Se ela não sabia foi porque o ministro Mantega não lhe contou que R$ 36 bilhões seriam “pedalados” para 2015. Enfim, parece que o rombo fiscal em 2014 foi muito maior do que se noticiou.

    Se não me engano, foi o pelo jornal o Globo que esse valor de R$ 100 bilhões vazou, provavelmente por alguém ligado à equipe de transição.

    Até o momento, não li nenhuma análise a repeito desses números.

    Acha que esse assunto justifica um post, explicando, com a sua costumeira clareza, se R$ 100 bilhões são mesmo o número para 2015?

    Eu acho que que a boa notícia de 2015 já está dada: parece que não vamos tomar um downgrade na orelha neste ano.

    Isso já é uma coisa ótima, mesmo que Levy não consiga fazer neste ano todo o ajuste necessário.

Os comentários estão desativados.