Números bobos e falso dinamismo

Se há algo que choca nesta campanha são os dados e análises erradas que simpatizantes do governo espalham nas redes sociais. Há vários tipos de erros, mas os dois mais comuns são: (1) comparar valores nominais e (2) descontextualizar as comparações – mostra o número sem comparar com o PIB ou sem analisar as circunstâncias da época.

Não tenho tempo para refutar tudo. Mas vou dar minha contribuição. A dúvida que tenho é se as pessoas que montam esses dados cometem erros, são estúpidas ou utilizam dados errados por maldade. Aposto que é um pouco das três coisas.

De acordo com a propaganda dos simpatizantes do governo, a Venezuela é um tigre asiático. Simpatizantes do PT falam que, desde 2002, o PIB do Brasil cresceu mais de três vezes. Passou de R$ 1,48 trilhões, em 2002, para R$ 4,84 trilhões, em 2013. Mas este é um dado típico de quem pensa com os pés.

Os dados apresentados estão em valores correntes, o que significa dizer que a inflação está incluída nesta conta. Ou seja, quanto maior a inflação de um país maior o crescimento do PIB em valores correntes. Por esta comparação deveríamos todos fazer o que a Venezuela faz, pois o crescimento do PIB lá desde 2002 foi mais de 20 vezes!!!!

PIB

Leonardo Prado Damião ex-aluno da PUC ,que sabe fazer as contas muito bem, teve o trabalho de corrigir os dados. A forma correta de fazer esta comparação é utilizando valores corrigidos (ou deflacionados) para um mesmo ano. Assim, podemos calcular o crescimento real do PIB no período. Os resultado é que o Brasil foi pior na era PT do que Argentina, Venezuela, Turquia e Bolívia.

pIB_2

Se serve de consolo, o nosso crescimento no governo Dilma tem sido péssimo e, pelas projeções do FMI, os países de menor crescimento este ano na América do Sul serão Argentina, Venezuela e Brasil. Na matemática heterodoxa do governo, o Brasil, por algum motivo foi mais afetado que outros países pela crise externa. Talvez a variável omissa seja a qualidade da equipe econômica.

O gráfico abaixo do Leonardo Prado Damião é bem fácil de entender. Ele mostra que, nos quatro anos de governo Dilma, vamos crescer 2 pontos de percentagem ao ano a menos que a média da América Latina. Assim, se você receber um e-mail que começa com os valores do PIB nominal, mande-o de volta para quem lhe enviou com o telefone de um cursinho de matemática.

PIB_3

Um pensamento sobre “Números bobos e falso dinamismo

  1. Pingback: Torturando números - Instituto Liberal

Os comentários estão desativados.