Houdini, Tesouro e Caixa Econômica Federal – 3

O jornalista João Villaverde, que é do time dos repórteres novos que cobre economia e um dos que mais se destaca na investigação dos truques contábeis do Tesouro, escreveu um excelente post que se chama “conflito na área econômica”. O post na página do Estado de São Paulo (clique aqui) mostra que:

“Há um conflito surdo a pleno vapor nos gabinetes de Brasília. Numa ponta, a direção e corpo técnico da Caixa Econômica Federal; na outra, o núcleo duro do Tesouro Nacional, comandado há mais de sete anos pelo economista Arno Augustin. Neste exato momento, a disputa está no auge. Mas o começo de tudo remonta a novembro de 2012.”

Atrasos em repasses sempre aconteceram, mas isso sempre foi algo marginal. Não é o caso agora. Um alma boa do governo me encaminhou a tabela abaixo na qual ele calculou o numero de meses que o Tesouro atrasou repasses para o Bolsa família e, assim, o saldo no final do mês ficou negativo. Sempre que o saldo da conta na Caixa Econômica Federal (CEF) no final do mês fica negativa, isso significa que o recurso ainda não foi transferido do Tesouro para  a CEF e, logo, o superávit primário do mês divulgado pelo Tesouro está artificialmente inflado.

O que mostram os dados? De 2007 a 2011, em apenas uma única vez o governo atrasou repasses para a CEF para o pagamento do Bolsa Familia e, logo, ocasionou saldo negativo na conta da CEF no último dia do mês . Em 2012 e 2013, aconteceu 4 vezes em cada ano e, neste ano, já aconteceu 4 vezes em um período de cinco meses terminado em maio. Não tenho os dados mais recentes. Mas é preciso falar alguma coisa a mais?

Quantidade de meses que o saldo da conta do Bolsa Família na CEF ficou negativa no último dia do mês –

2007-maio/2014

CEF

Fonte: Comunicação em off com Ministério da Fazenda

A credibilidade  da real situação das contas públicas, graças aos sucessivos truques contábeis, está em cheque. Quem são os culpados? acho que pessoas que usam gravata, falam grosso, têm cargo de confiança e sempre falam para os jornalistas que as coisas estão normais e que o Tesouro não tem nada a declarar.  Ainda bem que a CEF acionou a AGU e agora todo mundo sabe do “conflito da área econômica”. 

9 pensamentos sobre “Houdini, Tesouro e Caixa Econômica Federal – 3

  1. Boa tarde Mansueto,

    vou recolocar aqui uma duvida minha sobre o artigo da isto eh (sobre esse mesmo assunto).

    “Uma coisa que nao entendi na reportagem. Estamos falando de um problema de fluxo ou estoque?

    Explico:

    – O texto explica um operacao de fluxo – pagamentos sao represados ateh virar o mes e depois pagos.

    “…Em vez de executar o orçamento de cada programa de forma integral, o Tesouro transfere só uma parte, deixa fechar o mês e paga o resto no mês seguinte…”

    Mas no subtitulo a revista fala de um valor que me parece um estoque:

    “…Para melhorar suas contas, governo retém recursos e obriga bancos públicos e privados a arcar com as despesas do INSS, Seguro-Desemprego e até do Bolsa Família. Sem a manobra, o resultado fiscal do primeiro semestre seria 57% menor…”

    No meio para o fim a reportagem diz que a conta esta normalizada (depois que a Caixa foi a AGU). Isso quer dizer que eles nao tem mais esse problema (estoque foi pago), ou o tesouro normalizou os repasses agora (e o estoque permanece)?

    Eh um absurdo de qualquer maneira, mas gostaria de entender o tamanho do problema.

    Perguntando de outra forma A revista diz”…Entre janeiro e junho, foram represados ao menos R$ 9,8 bilhões…” ela tambem diz que o saldo da conta, hoje, eh positivo. Devemos esperar todo esses ajuste (de quase 10bi) no resultado de julho? Ou a revista somou os valores mensais (ignorando que parte foi paga no mes seguinte)?

    Desde ja, Obrigado.”

    Abraco

    • Te explico mais tarde. Mas o que a isto é deve ter feito foi o seguinte. Não somou o fluxo. Pegou o estoque do final de junho – saldo negativo da Caixa relativo as contas do bolsa família, seguro desemprego e abono salarial, e previdência- e deve ter comparado com o primário acumulado no semestre.

      A única forma de isso ser correto é comprando estoque com estoque. A outra forma é corrigir todo o fluxo desde o início do ano.

      Acredito que o repórter não somou os fluxos mensais porque neste caso, estaria errado.

    • Mas eu não acho que eles vão parar isso em julho. Podem até diminuir mas vão continuar e so vão resolver no final do ano.

Os comentários estão desativados.