Debate com candidatos para o TCU

TCU ELETRONICO

Sei que está em cima da hora, mas com o feriado prolongado passei alguns dias ausente da internet e apenas agora estou me atualizando. Segue abaixo convite para debate com os candidatos a Ministro do TCU.  Os detalhes e formulário para pergunta estão na página da ANTC (clique aqui).

Programação:

10h: CERIMÔNIA DE ABERTURA

Lucieni Pereira – Presidente da Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil (ANTC).

Nilton Paixão – Presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e Tribunal de Contas da União.

Júlio Marcelo de Oliveira – Procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União e Vice-Presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Contas (AMPCON).

José Robalinho Cavalcanti – Procurador da República e Vice-Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).

José Pinto – Presidente da Associação dos Consultores e Advogados do Senado Federal (ALESF).

10h30min: INÍCIO DO DEBATE PÚBLICO

Mediador: (a confirmar).

CANDIDATOS CONVIDADOS

Sérgio da Silva Mendes – Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (confirmado).

Fernando Moutinho Ramalho – Consultor de Orçamento do Senado Federal (confirmado).

Bruno Dantas – Consultor Legislativo do Senado Federal (a confirmar).

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

Gil Castelo Branco – Diretor da ONG Contas Abertas, representando a sociedade civil (confirmado).

Mansueto Almeida – Economista e Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) (confirmado).

Paulo Calmon – Professor do Instituto de Políticas Sociais da UnB e Diretor do Centro de Estudos de Governo e Administração Pública (confirmado).

Cláudio Pereira de Souza Neto – Secretário-Geral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) (confirmado).

Fonte: Comunicação ANTC.

Um pensamento sobre “Debate com candidatos para o TCU

  1. Mansueto, qual o sentido deste debate se nos sabemos perfeitamente que nomearão como Ministro a mãe (como da última vez) ou algum político de influência? Não seria melhor debater sobre o FIM DESTE SISTEMA PERVERSO DE NOMEAÇÃO?

Os comentários estão desativados.