Livro: A agenda de competitividade do Brasil

O livro abaixo será lançado na terceira semana de novembro no Rio de Janeiro. Ele reúne vários artigos interessantes sobre a agenda de competitividade do Brasil. Os autores são na sua maioria professores da FGV-RJ ou pesquisadores do IBRE-FGV. Neste livro, escrevo  um capítulo sobre o financiamento do desenvolvimento com o foco na atuação do BNDES.

Livro: A agenda de competitividade do Brasil
Organizador: Regis Bonelli
ISBN: 978-85-225-0944-7
Ano: 2011, 448 páginas.
FGV-Editora

Será que o Brasil tem uma agenda de competitividade? Essa pergunta pode ter resposta em vários níveis. Em primeiro lugar, e de modo algo evidente, todos os países têm, em alguma medida, ações visando apoiar a atividade econômica dentro de suas fronteiras. Em segundo, a experiência brasileira no passado é cheia de exemplos, alguns bem-sucedidos, outros nem tanto, de políticas para aumentar a competitividade como as conhecidas políticas industrial e de comércio exterior seguidas quase que sem interrupção no Brasil desde a Segunda Guerra Mundial até os anos 1980. Em terceiro, e mais importante, várias dessas linhas de política foram abandonadas, ou desenfatizadas, ao longo do tempo. E, por fim, diversos analistas percebem que o Brasil tem uma agenda de competitividade em construção. E é dela que nos ocuparemos neste volume, sem pretensão de cobrir todo o espectro de ações, linhas de política e propostas.

Um pensamento sobre “Livro: A agenda de competitividade do Brasil

  1. Parece claro que o governo está planejando criar novas receitas para serem desvinculadas. Provavelmente algo tipo CPMF.
    Saudações

Os comentários estão desativados.