Governo tenta explicar subsídio ao BNDES

Em matéria da jornalista Adriana Fernandes publicada hoje no jornal o Estado de São Paulo, o governo finalmente resolveu calcular os custos dos empréstimos do Tesouro Nacional ao BNDES.  Segundo a matéria, o Ministério da Fazenda já reconhece também que conduziu mal o processo de divulgação dos custos das operações de reforço financeiro ao banco.

O Ministério da Fazenda conduziu  esse processo de forma equivocada e poderia ter evitado várias das críticas quanto a falta de transparência dessas operações do Tesouro com o BNDES se tivesse, desde o início, calculado os custos dessas operações. O custo neste ano é fácil de calcular e, para calcular o custo total ao longo dos 30 anos atualizados para valor presente, é necessário trabalhar com cenários diferentes para a trajetória da SELIC e TJLP. Nada muito complicado, apesar de afirmações contrárias do Ministério da Fazenda.

Será bom para o debate que a sociedade saiba o custo das politicas setoriais decorrente das operações do Tesouro Nacional com o BNDES. Finalmente, o Ministério da Fazenda parece ter entendido a mensagem.